6a Semana APFH - XVI Simpósio Nacional -
Associaçao Portuguesa de Farmaceuticos Hospitalares
91
6a Semana APFH - XVI Simpósio Nacional - Associaçao Portuguesa de Farmaceuticos Hospitalares
Centro de Congressos do Estoril, 20 a 22 de Novembro 2013
POSTERS
AUTORES:
Rute Duarte, Joao Ribeiro, Olimpia Fonseca
Serviços Farmaceuticos, Centro Hospitalar Cova da Beira, E.P.E.
INTRODUÇAO:
A infeçao pelo vírus de imunodeficiencia humana (VIH) e a síndrome de imunodeficiencia adquirida (SIDA) constitui um dos
problemas dominantes em saúde pública a nível mundial. A epidemia VIH/SIDA representa um desafio crescente para os
sistemas de saúde, pela sua complexidade etiológica e terapeutica. A definiçao e implementaçao de normas e recomendaçoes
terapeuticas perrmite a sistematizaçao de procedimentos, promovendo assim a efetividade e eficiencia das intervençoes.
Nesse sentido, a Comissao de Farmácia e Terapeutica (CFT) do Centro Hospitalar Cova da Beira (CHCB) solicitou a unidade de
infecciologia (UI) a elaboraçao de recomendaçoes internas para prescriçao de antirretrovirais (ARV).
OBJECTIVOS:
Avaliaçao das propostas apresentadas pela UI para prescriçao de ARV, e dos esquemas habitualmente prescritos no CHCB, e
verificaçao da sua conformidade com as recomendaçoes nacionais.
MÉTODOS:
Comparaçao dos esquemas terapeuticos preferenciais e alternativos, no tratamento da infeçao VIH/SIDA, propostos pela UI a
CFT do CHCB, coma Norma 027/2012 da Direçao Geral de Saúde (DGS) e comas Recomendaçoes Portuguesas para o tratamento
da infeçao por VIH-1 e VIH-2 (2012). Consulta e recolha de informaçao da aplicaçao informática Sistema de Gestao Integrada do
Circuito do Medicamento (S.G.I.C.M.) do setor de ambulatório.
RESULTADOS:
Esquemas terapeuticos preferenciais: foram identificados 3 regimes baseados nos inibidores nao nucleósidos da transcriptase
reversa (INNTR), 4 regimes baseados nos inibidores da protease potenciados (IP/r), e 1 regime baseado nos inibidores da
integrase. Esquemas terapeuticos alternativos: foram identificados 9 regimes baseados nos IP/r. Todos os esquemas propostos
pela UI a CFT do CHCB encontram-se de acordo a Norma 027/2012 da Direçao Geral de Saúde (DGS) e com as Recomendaçoes
Portuguesas para o tratamento da infeçao por VIH-1 e VIH-2 (2012). Após análise dos dados relativos aos regimes prescritos no
âmbito da consulta de imunodeficiencia no CHCB, verificou-se que 77% dos esquemas instituídos correspondem a regimes
preferenciais, 20%dos esquemas instituídos correspondema regimes alternativos e 3%dos esquemas instituídos correspondem
a outros regimes.
CONCLUSOES:
Atendendo ao arsenal terapeutico cada vez mais diversificado para o tratamento da infeçao VIH/SIDA, a normalizaçao dos
esquemas de ARV preferenciais e alternativos constitui umbenefício significativo para a racionalizaçao emelhoria da efetividade
do tratamento dos doentes.
P66
Tratamento da infeçao VIH/SIDA: verificaçao da conformidade
dos esquemas terapeuticos propostos no Centro Hospitalar
Cova da Beira, E.P.E. com as recomendaçoes nacionais.
1...,81,82,83,84,85,86,87,88,89,90 92,93,94,95,96,97,98,99,100,101,...123